top of page
  • Tatiane Nunes

DECEA e Saipher promovem Workshop A-CDM



Representantes do Subdepartamento de Operações (SDOP), vinculado ao Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), juntamente com o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), a Gol Linhas Aéreas e a Saipher ATC, lideraram o Workshop A-CDM no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. O evento teve como objetivo fortalecer o conceito colaborativo da plataforma, apresentando alguns dos principais indicadores de desempenho, o efeito do conceito na capacidade do aeroporto e os resultados obtidos até o momento, além dos próximos passos a serem realizados, destacando ainda a participação crucial de todos para garantir a previsibilidade, a pontualidade dos voos e otimização da eficiência operacional no aeródromo.


Como foi o evento

No Workshop, o Major Aviador Felipe Lopes Silva (CGNA), Gerente do projeto A-CDM no Brasil, iniciou os trabalhos, enquanto o Major Aviador Rafael Domingos Rodrigues, do SDOP, trouxe uma perspectiva estratégica do projeto, relacionando-o com os demais projetos do DECEA/ICAO. Pela Saipher, Elias Fernandes, Gerente de Produto, e o Consultor Saipher A-CDM/ATFM Coronel Ricardo Brito apresentaram em linhas gerais o conceito A-CDM e o funcionamento operacional da plataforma ACISP. Participaram do evento players do A-CDM atuantes no aeródromo, incluindo membros da Operação de Rede (NO - Network Operations - CGNA), do Controle de Tráfego Aéreo (ATC), dos operadores de aeronaves das companhias aéreas (Aircraft Operators - AO), das Empresas de Assistência em Solo (Ground Handlings - GH), que prestam serviços às aeronaves que chegam ou partem do aeroporto, e da GRU Airport (Airport Operations).


Sobre o A-CDM

A implementação do A-CDM em Guarulhos resulta de uma iniciativa conjunta do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), por meio de um acordo de cooperação com o Eurocontrol, organização dedicada ao apoio à aviação europeia. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU Airport), a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO), a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) e a Internacional Air Transport Association (IATA). O conceito baseia-se no compartilhamento de informações entre os parceiros com objetivo de melhorar a previsibilidade, pontualidade e eficiência operacional no aeroporto e na rede ATM.




88 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page